Domingo, 31 de Julho de 2011

O alentejano no clube de nudismo - anedota #89

Um alentejano entra para um clube de nudismo muito exclusivo. No primeiro dia, despe-se e vai dar uma volta pelo clube para conhecer as instalações. Uma lourinha passa por ele, roça-o levemente, o que deu origem a que o alentejano tivesse uma erecção. A mulher percebe a erecção e pergunta-lhe baixinho:

- Chamou por mim?

- Como? – Perguntou o alentenjano como quem não quer a coisa.

Responde a loira:
- O senhor deve ser novo no clube. Há uma regra aqui no clube que se você tiver uma erecção ao ver uma mulher, é o mesmo que estar a convidá-la para fazer sexo!

Sorrindo, ela leva-o para um local discreto, deita-se numa toalha, puxa-o para si e fazem sexo. Depois de terminado o acto, o alentejano feliz da vida continua a explorar as dependências do clube. Entra na sauna e, ao sentar-se, descuida-se e dá um peido bem sonoro. Aparece-lhe á frente um tipo forte, peludo, saindo da nuvem de vapor e pergunta:
- Você chamou por mim?

Assutado diz o alentejano:
- Eu não, porquê?

Responde o homem:
- Você deve ser novo aqui. Há uma regra neste clube que se você se peidar, é implí­cito que você está a convidar um homem para fazer sexo.

E o tipo, sem mais conversas e sem esperar pela reacção do alentajano, vira-o de costas, curva-o para a frente e pimba…

O alentejano quando se consegue livrar do outro vai a cambalear até à recepção do clube onde foi recebido com um sorriso pela simpática recepcionista toda nua, claro.

- Posso ajudá-lo, senhor? – Pergunta a mulher.

O alentejano, todo lixado da vida, responde:
- Aqui está o meu cartão do clube. Pode ficar com ele e pode ficar com os 100 euros da inscrição…

Diz a recepcionista:
- Mas o senhor esteve aqui tão pouco tempo. Ainda nem deu para conhecer todos os nossos atractivos…

Responde o alentejano:
- Olhe aqui menina, eu tenho 68 anos,tenho apenas uma erecção por mês, mas peido-me prai umas 15 vezes por dia… Vou mas é já embora!

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 07:46
link do post | comentar | favorito
Domingo, 29 de Maio de 2011

O Fazendeiro e o sexo anal - Anedota #35

 

 

 

 

Um rico fazendeiro casou-se com uma mulher muito pobre.
Entã ofereceu casa, carro e emprego a todos os familiares da esposa.
Claro que todos ficaram muito felizes: pai, mãe e irmãos.
Um certo dia a mulher procurou os seus familiares e disse-lhes:
- Não aguento mais o meu marido, acho que me vou separar dele. O pai indagou:
- Ele é um homem bom minha filha, ele ama-te, e... respeita-te. A mulher retrucou:
- O meu marido só quer fazer sexo anal, eu não aguento mais. Não posso baixar-me para apanhar algo que lá vem ele. Quando me casei o meu "traseiro" parecia uma moeda de um cêntimo e agora parece uma moeda de um Euro. O pai respondeu:
- Ó Filha não me digas que vais arranjar problemas por causa de uns meros 99 cêntimos? 

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 08:22
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
16
17

21
24

26
27
28
29
30


.posts recentes

. O alentejano no clube de ...

. O Fazendeiro e o sexo ana...

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

.tags

. todas as tags

.favorito

. Diz que o Dia do Juizo Fi...

. Alemão multado em 1500 eu...

. O canhão - Anedota #27

. Bem feita - Anedota #32

. O Fazendeiro e o sexo ana...

. Inalaram cinzas de cremaç...

. Fã mata gato para imitar ...

. Passa veneno na vagina pa...

. Mulher ganha direito a ma...

. Lili Caneças e as plástic...

.links