Domingo, 31 de Julho de 2011

O alentejano no clube de nudismo - anedota #89

Um alentejano entra para um clube de nudismo muito exclusivo. No primeiro dia, despe-se e vai dar uma volta pelo clube para conhecer as instalações. Uma lourinha passa por ele, roça-o levemente, o que deu origem a que o alentejano tivesse uma erecção. A mulher percebe a erecção e pergunta-lhe baixinho:

- Chamou por mim?

- Como? – Perguntou o alentenjano como quem não quer a coisa.

Responde a loira:
- O senhor deve ser novo no clube. Há uma regra aqui no clube que se você tiver uma erecção ao ver uma mulher, é o mesmo que estar a convidá-la para fazer sexo!

Sorrindo, ela leva-o para um local discreto, deita-se numa toalha, puxa-o para si e fazem sexo. Depois de terminado o acto, o alentejano feliz da vida continua a explorar as dependências do clube. Entra na sauna e, ao sentar-se, descuida-se e dá um peido bem sonoro. Aparece-lhe á frente um tipo forte, peludo, saindo da nuvem de vapor e pergunta:
- Você chamou por mim?

Assutado diz o alentejano:
- Eu não, porquê?

Responde o homem:
- Você deve ser novo aqui. Há uma regra neste clube que se você se peidar, é implí­cito que você está a convidar um homem para fazer sexo.

E o tipo, sem mais conversas e sem esperar pela reacção do alentajano, vira-o de costas, curva-o para a frente e pimba…

O alentejano quando se consegue livrar do outro vai a cambalear até à recepção do clube onde foi recebido com um sorriso pela simpática recepcionista toda nua, claro.

- Posso ajudá-lo, senhor? – Pergunta a mulher.

O alentejano, todo lixado da vida, responde:
- Aqui está o meu cartão do clube. Pode ficar com ele e pode ficar com os 100 euros da inscrição…

Diz a recepcionista:
- Mas o senhor esteve aqui tão pouco tempo. Ainda nem deu para conhecer todos os nossos atractivos…

Responde o alentejano:
- Olhe aqui menina, eu tenho 68 anos,tenho apenas uma erecção por mês, mas peido-me prai umas 15 vezes por dia… Vou mas é já embora!

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 07:46
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 29 de Julho de 2011

Mãe só há uma - Anedota #88

 

A professora pede aos alunos para escreverem um texto que termine com a frase ”Mãe há só uma”. Os meninos lá escreveram e então a professora pede para que leiam alto para toda a turma. O primeiro é o Luisinho:
- Ontem, cheguei a casa, a minha mãe abriu-me a porta, tirou-me o casaco e a mochila e, antes de fazer o jantar, ajudou-me nos TPCs. Por isso digo que Mãe há só uma.

- Muito bem. – felicitou a professora. – Agora tu menino Pedrinho.

Diz o menino Pedrinho:
- Neste fim-de-semana fui à praia com a minha familia e, quando estava na água, veio uma grande onda e quase que me afoguei. A minha sorte é que a minha mãe estava atenta e salvou-me e é por isso que digo que Mãe há só uma.

- Muito bem Pedrinho e é preciso muito cuidado na água! – Felicitou e advertiu a professora.

Por fim, chegou a vez do menino Joãozinho. Diz o Joãozinho:
- Ontem, cheguei a casa, a porta estava aberta, tirei a mochila e o casaco, entrei no quarto da minha mãe, onde estava ela e o meu padrasto. Depois, ela mandou-me ir buscar duas cervejas e, quando cheguei ao frigorífico, gritei: Mãe há só uma!

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 11:30
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 28 de Julho de 2011

Quem partiu o pastor? - Anedota #87

 

Estavam uns miúdos a brincar no pátio da igreja por altura do Natal. Até que um deles sem querer esbarra num dos bonecos do presépio e parte-o. Passado um bocado chega o padre e, ao ver o boneco partido, diz:
- Quem é que partiu o pastor?

Todos ficam muito calados até que depois de muita insistência o culpado se acusa. O Padre imediatamente diz:
- Então tens de pagar o estrago.

E responde o  menino:
- Eu não tenho dinheiro senhor padre.

E o Padre:
- Então pagam os teus pais.

E o menino
- Eu já não tenho pais.

E o Padre:
- Então não tens ninguém? És sozinho no mundo?

Responde o miúdo:
- Não! Eu tenho uma irmã mais velha.

O Padre:
- Pronto paga ela.

E responde o miúdo:
- Ela também não pode pagar, não tem dinheiro. É freira…

Corrigindo o menino, diz o Padre:
- Não se diz freira, diz-se esposa de Cristo.

E finaliza o menino:
- Ah! Então o meu cunhado que pague…

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 09:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 27 de Julho de 2011

Sogra quer-se atirar da janela - Anedota #86

 

Ao telefone, diz um homem muito aflito:
- Estou, a minha sogra quer-se atirar da janela!

Do outro lado:
- Enganou-se no número, aqui é da carpintaria.

E responde o homem:
- Eu sei, mas é que a janela não abre…

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 09:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 26 de Julho de 2011

Preferes uma mulher bonita ou inteligente? - Anedota #85

 

Uma mulher conversa com o seu marido:
- Querido, diz-me lá, preferes uma mulher bonita ou uma mulher inteligente?

Responde o marido:
- Nem uma nem outra, sabes que só te amo a ti.

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 09:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 25 de Julho de 2011

Terramoto em Luanda - Anedota #84

 

Lisboa mandou um telex para o Instituto de Meteorologia e Geofísica de Luanda avisando:

1 – Manifestação sísmica.STOP.
2 – 7 de Richter.STOP
3 – Epicentro a 3Km de Luanda.STOP
4 – Tomar precauções. STOP

 

Dois meses mais tarde respondem de Luanda:

1 – Obrigado meismo! Mánifestação foi trávada.
2 – Liquidámos os 7, Mas não apanhámo o Richter.
3 – Os Epicentro e seus capanga estão todo nas cadeia. Vão ser fuzilados amanha.
4 – Desculpa só agora responder, mas houve aqui um terramoto qui partiu isto tudo.

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 07:35
link do post | comentar | favorito
Sábado, 23 de Julho de 2011

Maria vai ao médico - Anedota #83

 

A Maria adoece e o Manel diz-lhe para ir ao doutor. O médico acaba por lhe receitar uns supositórios. A Maria chega a casa e pergunta ao Manel:
- Maneli, onde fica o ânus?

E o Alentejano responde:
- Ê sê lá mulher… porque não perguntaste ao Sr. Doutor?

No dia seguinte, a mulher volta ao médico e pergunta-lhe onde colocar aquilo.

- Ponha no recto!!! – respondeu o médico.

Maria chega a casa e desconhecento onde era o recto, pergunta ao Manel.

Ele responde:
- Ê sê lá mulher!! Porque não perguntas ao Sr. Doutor?

A Maria volta então ao consultório médico e volta a fazer a mesma pergunta ao doutor. Ao chegar a casa diz ao Manel:
- Sabes o que o Sr. Doutor me disse?… Que o metesse no cú!

Responde-lhe, não muito admirado, o alentejano:
- Atâo, e esperavas o quê mulher? Depois de teres ido lá chatear o homem 3 vezes?!!!

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 08:05
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 22 de Julho de 2011

Esta paisagem deixa-me sem palavras - Anedota #82

 

Um casal estava a fazer um passeio no campo. De repente, chegam a um vale e a mulher diz:
- Querido, esta paisagem é linda, deixa-me totalmente sem palavras.

Responde o marido:
- Perfeito! Vamos acampar aqui…

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 07:48
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 21 de Julho de 2011

A loira e o carro - Anedota #81

 

Numa manhã de inverno um casal ouvia a rádio enquanto tomava o pequeno almoço. O locutor a dada altura diz:
- Hoje vamos ter neve. Prevê-se a formação de uma camada com 10 a 16 cm de espessura. Lembramos que devem arrumar os vossos carros no lado direito das ruas para permitir a intervenção dos limpa-neve.

A mulher, loira e com elevado sentido de dever, imediatamente saiu e arrumou o carro no lado direito da rua.

Na semana seguinte o casal tomava novamente o seu pequeno almoço quando ouvem pela rádio outro aviso:
- Hoje esperamos 20 a 25 cm de neve. Por favor arrumem os carros do lado esquerdo para permitir o trabalho dos limpa-neve.

A boa mulher lá foi outra vez a correr para arrumar o carro do lado esquerdo da rua.

Passados mais uns dias, tudo se repete. Da rádio lá chega o aviso:
- Hoje esperamos que se formem camadas de 20 cm de neve. Por favor arrumem…

A energia eléctrica subitamente faltou. O rádio calou-se …  A mulher ficou transtornadíssima por não saber de que lado devia desta vez arrumar o carro.
- E agora o que faço? Logo faltou a luz nesta altura … Agora não sei de que lado da rua devo arrumar o carro! – Dizia ela aflita.

Então o marido, com muito amor e compreensão, diz-lhe tentando sossega-la:
- Calma querida, porque é que, desta vez, não deixas ficar o carro quietinho na garagem?

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 07:51
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 20 de Julho de 2011

Drogado - Anedota #80

 

Diz um drogado para a mulher:
- Amor, tenho duas notícias para te dar, uma é boa, a outra é má..

Desconfiada diz a mulher:
- Ai é?! Diz lá a boa primeiro.

Responde o drogado:
- A boa, é que eu deixei a droga.

Contente mas ao mesmo tempo ansiosa, diz a mulher:
- Que bom! E a má?

Esclarece o drogado:
- A má é que não sei onde…

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 07:20
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 19 de Julho de 2011

O relato - Anedota #79

 

Na escola, a professora tinha pedido aos alunos para escreverem e depois relatarem alto, para toda a aula, um acontecimento que fosse pouco habitual e que lhes tivesse acontecido recentemente.

Algum tempo depois, os alunos acabam de escrever e ela pede ao Joãozinho, o menino mais reguila, que leia o seu texto:
- Na semana passada, o meu pai caiu ao poço que nós temos no fundo do quintal lá de casa.

- Meu Deus! Isso é horrivel! – Exclamou a professora.

Preocupada com aquela história acrescenta:
- E como é que ele está?

Responde o Joãozinho:
- Acho que agora está bem, desde ontem que parou de pedir ajuda…

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 07:44
link do post | comentar | favorito
Domingo, 17 de Julho de 2011

Os nossos primeiros pais foram Adão e Eva - Anedota #78

Na catequese, dizia o padre aos meninos que o ouviam com muita atenção:
- O nosso primeiro pai foi o Adão e a nossa primeira mãe foi Eva.

Nisto, uma das crianças levanta-se e interrompe o padre:
- Não é verdade!

Pergunta o padre um tanto aborrecido:
- Como não e verdade?

E o rapazinho continua:
- O meu pai diz que nós descendemos do macaco!

Meio ofendido, responde o padre:
- Olha, meu filho, de onde a tua família vem não me interessa…

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 09:56
link do post | comentar | favorito
Sábado, 16 de Julho de 2011

A tartaruga e os pardais - Anedota #77

No bosque, uma jovem tartaruga brinca com uns pardais. Sobem a uma árvore e saltam mas, a tartaruga ao contrário dos pardais e, apesar de agitar energeticamente as patas, acabava sempre por se estatelar no chão. Sobe novamente e cai. Outra tentativa, outra queda. E mais uma tentativa, e mais uma queda.

Numa outra árvore, dois pardais mais velhos observam. Diz um pardal para a companheira:
- Não achas que chegou o momento de dizermos à tartaruga que ela é adoptada?!

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 09:47
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Julho de 2011

Sogra cai do 5.º andar - Anedota #76

 

 

 

No tribunal diz o juíz:
- O que é o facto, é que a sua sogra caiu da janela do 5º andar onde o senhor vivia e, ao que parece, o senhor nao fez nada para o impedir!

Desculpa-se o homem:
- Desculpe senhor juíz mas fiz! Desci ao 1º andar para apanhá-la, mas quando lá cheguei já ela tinha passado…

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 07:41
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Julho de 2011

O Alentejano e a figueira - Anedota #75

 

Um alentejano está estendido, a descansar, debaixo de uma figueira, de barriga para o ar e de boca aberta. Cai-lhe um figo na boca e ele fica na mesma posição.

Curioso o amigo, pergunta:
- Por que é que não comes o figo?

E responde o alentejano:
- Estou à espera que caia outro, para me empurrar este para baixo.

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 07:34
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Julho de 2011

O amante - Anedota #74

 

Um marido desconfia que a mulher o anda a enganar. Um dia, inventa uma saída em viagem de negócios, mas passadas umas horas volta a casa e vê a mulher na cama com um volume ao seu lado sob os lençóis. Levanta-os e descobre um homem todo nú.

- Que vem a ser isto? – Resmunga o homem.

Responde a mulher:
- Ó amor, sabias que aquele belo automóvel, que gostas tanto, que está na garagem foi este senhor que nos ofereceu? E o barco que temos em Cascais… também. Já para não falar na nossa casinha de férias…

Expectante, arrisca o marido:
- Também foi este amigo?

Responde a mulher:
- Nem mais!

Preocupado diz o marido:
- Então tapa-o amor, não vá ele se constipar…

publicado por Lígia Laginha às 07:48
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 11 de Julho de 2011

Magia - Anedota #73

Estavam dois amigos a conversar, sendo um deles ilusionista. Vira-se o primeiro:
- Epá, tens que me fazer uma magia! Sabes que eu curto bué essa cena!

-Não me está a apetecer – respondeu o mágico

Pediu mais uma vez o amigo:
- Anda lá pá, faz lá!

Naquela de satisfazer o pedido ao amigo, o mágico:
- Ok! Então despe-te…

- O quê? – perguntou o amigo

Insistiu o mágico:
- Epá despe-te! Faz parte da magia…

E o outro lá se despiu.

- Agora abre as pernas, vira-te de costas e apoia-te na parede… Estás a sentir o meu dedo no teu cu? – perguntou o mágico

- Sim… – respondeu o amigo

E o mágico:
- … Então olha agora sem mãos…Vês?! Magia!!

publicado por Lígia Laginha às 07:35
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Julho de 2011

Os malucos e o prego - Anedota #72

 

No manicómio, um maluco quer espetar um prego numa parede para pendurar um quadro, mas assenta a cabeça do prego na parede e bate com o martelo no bico do prego.

Outro maluco que assiste á cena, grita-lhe:
-És mesmo estúpido, então não vês que esse prego é da parede da frente?!

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 07:18
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 7 de Julho de 2011

Último desejo - Anedota #71

 

Três europeus são apanhados por uma tribo de canibais e, antes de servirem de refeição principal, o chefe da tribo decide conceder-lhes um último desejo. Pede o inglês:
- Quero fumar o meu cachimbo uma última vez.

O chefe da Tribo lá lhe concede o último desejo.

Depois é a vez do francês. Pede o francês:
- Quero comer bem pela última vez.

O chefe da Tribo oferece-lhe uma última e digna refeição. Por fim, chega a vez do português:
- Apetece-me morangos…

Espantado, diz o chefe da tribo:
- Mas nesta época do ano não há morangos…

Diz o esperto do Português:
- Não faz mal, eu espero!

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 07:41
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 6 de Julho de 2011

O lenço - Anedota #70

 

Um homem apresenta-se com um lenço atado, dando a volta por cima da cabeça e por baixo do queixo, apertadíssimo.

- O que é isso, pá? Dói-te a cabeça? Os dentes? Ou foi algum desastre? – Pergunta-lhe preocupado um amigo.

Responde o pobre homem:
- Nada disso. Morreu a minha sogra.

Diz o amigo:
- Então? Morreu-te a sogra e porque é que trazes os queixos amarrados?

Responde o homem:
- É para não me rir!

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 07:22
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
16
17

21
24

26
27
28
29
30


.posts recentes

. red

. Arquivos a abarrotar - An...

. Cão chupa pau - Anedota #...

. O assistente do médico - ...

. Quanto custa para casar? ...

. O que é a política? - Ane...

. Um café à Sporting - Aned...

. Estão a bater no meu pai ...

. Loiras no futebol - Anedo...

. O robot detector de menti...

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

.tags

. todas as tags

.favorito

. Diz que o Dia do Juizo Fi...

. Alemão multado em 1500 eu...

. O canhão - Anedota #27

. Bem feita - Anedota #32

. O Fazendeiro e o sexo ana...

. Inalaram cinzas de cremaç...

. Fã mata gato para imitar ...

. Passa veneno na vagina pa...

. Mulher ganha direito a ma...

. Lili Caneças e as plástic...

.links