Quarta-feira, 22 de Junho de 2011

Manel morreu - Anedota #56

 

 

 

Uma senhora vai pôr um anúncio para informar a morte do marido. A falta de dinheiro leva-a a escolher a versão mais barata. Diz ela:
- Escreva apenas: “Manel morreu”.

Diz o vendedor:
- Minha senhora, ainda pode escrever mais duas palavras…

Acrescenta a mulher:
- Então ponha: “Manel morreu, vende-se carrinha”.

 

sinto-me:
publicado por Lígia Laginha às 10:29
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
16
17

21
24

26
27
28
29
30


.posts recentes

. red

. Arquivos a abarrotar - An...

. Cão chupa pau - Anedota #...

. O assistente do médico - ...

. Quanto custa para casar? ...

. O que é a política? - Ane...

. Um café à Sporting - Aned...

. Estão a bater no meu pai ...

. Loiras no futebol - Anedo...

. O robot detector de menti...

.arquivos

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

.tags

. todas as tags

.favorito

. Diz que o Dia do Juizo Fi...

. Alemão multado em 1500 eu...

. O canhão - Anedota #27

. Bem feita - Anedota #32

. O Fazendeiro e o sexo ana...

. Inalaram cinzas de cremaç...

. Fã mata gato para imitar ...

. Passa veneno na vagina pa...

. Mulher ganha direito a ma...

. Lili Caneças e as plástic...

.links